Terça, Julho 23, 2019
WhatsApp: (95) 99961-2106

Notícias

Durante seu pronunciamento, na sessão desta terça-feira (6), no plenário da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), o parlamentar justificou que muitas famílias não têm condições financeiras para adquirir o fardamento.

Ele lembrou o sucesso que foi a criação do Colégio Militar Estadual Coronel Derly Luiz Vieira Borges, em 2012, resultado de um projeto de lei de sua autoria, e com a ampliação, permitida após a aprovação da Lei n° 1.225/2018, de autoria Governamental e relatada por Chagas, mais 15 escolas foram militarizadas neste ano. Outras três escolas já tinham sido militarizadas anteriormente.

“Como relator deste projeto que ampliou o número de escolas da rede estadual, com ensino militarizado, chegamos a 18 unidades de ensino. Há que se considerar que o sucesso nas áreas pedagógica, disciplinar e administrativa, necessita ser complementado no aspecto social, com o apoio às famílias dos alunos. Na sua maioria são carentes, que não dispõem de recursos financeiros para aquisição de uniformes escolares”, esclareceu.

Chagas justificou ainda a necessidade da aquisição e distribuição dos uniformes básicos aos estudantes de todo efetivo escolar, para aliviar o orçamento da família, contribuindo com o andamento do projeto pedagógico.

“Existe uma padronização para a melhoria tanto da apresentação como na disciplina dos alunos", reforçou, ao lembrar de que a medida vai beneficiar mais de 20 mil alunos.

O deputado recebeu apoio de sete parlamentares durante seu pronunciamento na tribuna.