Quinta, Março 21, 2019
WhatsApp: (95) 99961-2106

Notícias

Uma audiência pública vai debater nesta quarta-feira, 20, a fiscalização eletrônica de trânsito na capital.

Seis deputados, que compõem uma comissão especial, vão comandar as discussões, entre eles, o vice-presidente da Casa, coronel Chagas (PRTB), presidente da comissão. A audiência pública está prevista para iniciar às 9h, no plenário da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR).

 

Equipamentos de monitoramento instalados em vários pontos da Capital fazem a fiscalização eletrônica que será debatida em audiência pública (Foto: Márcio Nunes)

Representantes de órgãos de trânsito vão participar dos debates. O evento é aberto ao público. Segundo Chagas, serão discutidos se os equipamentos de monitoramento estão instalados nos pontos adequados e se estão funcionando corretamente.

Além do número expressivo de multas - cerca de 15 mil ao mês, conforme dados oficiais -  uma portaria municipal chamou a atenção das autoridades. Ela estabelece índices de produtividade para os agentes de trânsito, sob pena de perdas de benefícios.

"Queremos um trânsito seguro e não uma indústria de multas. A fiscalização deve ter caráter educativo e repressivo, jamais arrecadatório", ponderou o parlamentar.

 

MULTAS

Conforme estatísticas da Prefeitura de Boa Vista, de 1º de janeiro de 2017 a 9 de março de 2018, foram registradas 112.545 autuações na capital. Dessas, 90.397 foram aplicadas pela fiscalização eletrônica e 22.148 anotadas pelos agentes de trânsito.

Antes, a média mensal de autuações, de acordo com o parlamentar, era de mil multas. A partir da portaria, concomitante a fiscalização eletrônica, esse número saltou para mais de 15 mil notificações ao mês.